Existe Diferença Entre o Reino dos Céus e o Reino de Deus?

Existe Diferença Entre o Reino dos Céus e o Reino de Deus?

Jesus falou do reino dos céus e, em seguida falou sobre o reino de Deus. São estes os mesmos e, se não, quais são as diferenças entre os dois reinos? O Rei de ambos é Jesus Cristo, mas são estes dois o mesmo reino ou são diferentes? Por que Jesus parece mencionar dois reinos? Eles não são a mesma coisa? Se não, qual é a diferença e que reino devemos buscar em primeiro lugar?

Existe Realmente Um Ser Chamado Satanás?
Por que, e quando Lúcifer Caiu?
Por que Jesus e Satanás são chamados de a “Estrela da Manhã” na Bíblia?
Jesus falou do reino dos céus e, em seguida falou sobre o reino de Deus. São estes os mesmos e, se não, quais são as diferenças entre os dois reinos?

O Rei do Reino

Um reino não é nada sem um rei e nosso Rei é Jesus Cristo e nos é dito para buscar primeiro o reino acima de todas as coisas (Mateus 6:33) e isso realmente significa que devemos buscar o Rei desse reino em primeiro lugar. Se queremos saber sobre o reino devemos saber sobre o Rei desse reino e se é o reino dos céus ou o reino de Deus que estamos falando. O Rei de ambos é Jesus Cristo, mas são estes dois o mesmo reino ou são diferentes? Por que Jesus parece mencionar dois reinos? Eles não são a mesma coisa? Se não, qual é a diferença e que reino devemos buscar em primeiro lugar?

O Reino de Deus

Os evangelistas Marcos e Lucas escreveram mais sobre o reino de Deus, enquanto Mateus usou o reino dos céus e há razões para cada um desses escritores usarem diferentes nomes para o reino. O reino de Deus é usado com mais frequência do que é o reino dos céus e, de fato, o reino de Deus é mencionado 68 vezes e é o dobro do reino dos céus (32) e pode haver boas razões para isso. Por exemplo, as primeiras palavras que saíram da boca de Jesus em Seu ministério terreno foram “O tempo está cumprido, e é chegado o reino de Deus. Arrependei-vos, e crede no evangelho” (Marcos 1:15). Mateus estava escrevendo para o povo judeu como você pode observar no primeiro capítulo onde ele dá a linhagem judaica de Jesus Cristo. Isso ocorre porque os judeus não costumam usar o nome de Deus que era considerado santo demais para sequer pronunciar. Uma vez que os evangelhos de Marcos, Lucas e João não foram tanto escritos para um público judeu, a palavra “Deus” é usada com mais frequência uma vez que os gregos (gentios) não hesitavam em usar o nome de Deus. Nos evangelhos de Marcos, Lucas e até mesmo João, ouvimos mais sobre o reino de Deus e ao falar com Nicodemos, Jesus disse: “Em verdade, em verdade vos digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (João 3:3) e que “se alguém não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus” (João 3:5) portanto o reino de Deus se refere àqueles no reino que deve nascer nele. O texto grego para “nascer de novo” significa “nascer de cima” e, assim como nós não tivemos nada a ver com a nossa escolha em quando e onde nascer de nossa mãe, assim também Deus faz Seus próprios filhos nascer neste reino e ser adotados por Ele (Efésios 1). Isso não significa que não temos responsabilidade, porque devemos nos arrepender e crer, como disse Jesus (Marcos 1:15).

O Reino dos Céus

Como eu mencionei acima, Mateus usa a frase “o reino dos céus”, porque é um evangelho decididamente judaico e não é escrito para os gregos (ou gentios), mas para os filhos de Abraão. Um exemplo é o lugar onde Jesus diz: “Em verdade vos digo que um rico dificilmente entrará no reino dos céus” (Mateus 19:23). Além disso, os judeus temiam usar o nome de Deus por medo de má utilização ou má pronunciação do Seu nome. Jesus falou muito mais sobre a riqueza no Evangelho de Mateus, porque os judeus associavam a riqueza com o favor de Deus e de ser mais justo do que os pobres, mas eles não poderiam estar mais errados. João certamente não era rico, mas na verdade, pobre (Mateus 11:8) e Jesus se referiu a João Batista como o maior dos homens nascido de mulher (Mateus 11:11), dizendo “Em verdade vos digo que, entre os nascidos de mulher, não surgiu outro maior do que João, o Batista; mas aquele que é o menor no reino dos céus é maior do que ele”

Jesus frequentemente usava “o reino dos céus” em Suas muitas parábolas que descrevem o que o reino seria e o que estava envolvido em entrar nesse reino, quem o mestre desse reino era, e como muitos daqueles que nasceram da semente de Abraão e esperavam entrar nesse reino por direito de nascença seriam excluídos desse reino. Ele irritou os judeus uma vez dizendo: “Também vos digo que muitos virão do oriente e do ocidente, e reclinar-se-ão à mesa de Abraão, Isaque e Jacó, no reino dos céus; mas os filhos do reino serão lançados nas trevas exteriores; ali haverá choro e ranger de dentes” (Mateus 8:11-12). Jesus também falou sobre a necessidade de orar para que o reino de Deus venha (Mateus 6:10) e que essa deve ser a nossa oração também.

Existe Diferença entre o Reino dos Céus e o Reino de Deus?

Nós já sabemos que o Rei de ambos é o mesmo onde lemos sobre o reino de Deus e o reino dos céus. Não há nenhuma confusão lá, mas pode haver diferenças na forma ou nolocal em que estes reinos são referidos. Jesus parece referir-se ao reino dos céus como uma inauguração de um novo reino de aliança e o reino de Deus como a teocracia invisível sob a soberania de Deus que implica tanto a era do Antigo como do Novo Testamento. Eu li que alguns estudiosos da Bíblia se referem ao reino dos céus como um reino físico ou político, onde o reino de Deus é mais sobre um reino espiritual que está vindo do qual Cristo será o Rei e mais frequentemente se refere a Seu reino vindouro.

Conclusão: Tanto o reino de Deus como o reino dos céus não são entidades ou locais separados, mesmo que haja aplicações específicas para cada reino como a quando e onde de cada um. No final, os autores dos evangelhos estão mais preocupados com referir-se a diferentes públicos, mas é um e o mesmo reino. Os reinos de Deus são guiados por Deus e, especificamente, Jesus Cristo Quem é o Rei de todos os reis e reinos e Senhor de todos os senhores e é o Senhor de todos. Se houver qualquer diferença ou lacuna nestes reinos, e eu não creio que há significativamente, Jesus ainda é o Rei do reino e reinará para sempre e sempre. Essa é a parte mais importante e o fato de que todos nós devemos estar prostrados e orando para que o seu reino venha e estar buscando o Rei do reino acima de tudo na vida e na terra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s